GTA San Andreas

GTA San Andreas é um game de ação plenamente híbrida em terceira pessoa desenvolvido pela Rockstar North e publicado pela Rockstar Games em 2005, 7 de junho, para Windows-PC.

 

  • Sinopse

     

    A série Grand Theft Auto, pilar da Rockstar Games, retorna para uma terceira corrida através da geração 128 bits com este violento game de ação em terceira pessoa e condução baseado em missão com temática matura. Ambientado, no início da década de 1990, na cultura das gangues de “San Andreas”, uma região fictícia do USA inspirada na Califórnia. A aventura se desenrola através do Estado virtual inteiro, com ação centralizada nas três principais cidades: Los Santos (baseada em Los Angeles), San Fiero (baseada em San Francisco), e Las Venturas (baseada em Las Vegas).

     

    Assim como seu imediato predecessor, o Vice City, San Andreas esforça-se para prover uma ampla e profunda fundação para suas jogatinas criminais de forma livre por definir a história numa representação ligeiramente exagerada duma subcultura familiar estadunidense. Assim como Vice City se mostrou inspirado por Miame Vice, pelos ideais da “geração eu”, e decorados de cores pastéis do início da década de 1980, San Andreas é ambientado num tempo e lugar sugeridos por filmes como Boyz N the Hood, Menace II Society, ou Colors, onde motins eventualmente levaram uma cidade inteira a uma nova conscientização despertada através do país.

     

    Os jogadores tomam o papel dum jovem nomeado Carl “CJ” Johnson, o qual havia escapado do estilo de vida da gang’lândia se afastando de sua casa de Los Santos. Quando sua mãe é assassinada, ele retorna ao bairro de sua infância, onde logo se torna envolvido com ameaças e perigos de todos os lados. Por razão de sua família e seus amigos que remanesceram em Los Santos, ele é considerado um inimigo à vista para membros de gangues rivais. Ainda pior, porventura, a imposição corrupta da lei local o enquadra por um crime que ele não cometeu.

     

    Para limpar seu nome e salvar sua família, CJ parte para uma longa jornada que o conduzirá através de todo o Estado. Mais do que em qualquer game precedente de GTA, San Andreas caracteriza fortes elementos de RPG e desenvolvimento de personagem, encorajando os jogadores a customizar sua versão do CJ conforme eles jogam através de sua aventura em seus próprios termos. Não como o protagonista Claude Speed (de GTA III), ou Tommy Vercetti (de Vice City), CJ não está realmente trabalhando para alguma organização do submundo ou mente-mestra chefe do crime — ele esteve fora para cuidar de si e de sua própria família. Ele não é guiado pela promessa imediata de riqueza e promoção; suas metas são longínquas mais pessoais.

     

    Também no escopo de ganhar mais controle do desenvolvimento do personagem principal, os jogadores tomarão os cuidados das necessidades do dia-à-dia de CJ. Alimento apresenta o mais fácil meio para reabastecer saúde perdida, assim quando ele está faminto, ele necessitará de se alimentar. — porventura numa das cadeias de fast food de San Andreas, tais como “Cluckin’ Bell” ou “Burger Shot”. Se ele não se alimentar o suficiente, CJ virá a ser magro e fraco, mas também muito fast food sem qualquer exercício causará-lo germinar gordo e lento. Jogadores podem também escolher as roupas que CJ veste, e haverá de ter tatuagens customizados.

     


    Imagens

     

     


    Destacamentos-chave

     

    • Inicie como um gangster nas ruas dentro duma cidade e alcance o poder no estado corrupto conhecido como San Andreas.
    • Viaje para as três grandes cidades, cada uma do tamanho do cenário da Vice City.
    • Viste academias de malhação, restaurantes, barbearias, e além conforme você customiza a aparência de sue protagonista.
    • Monte numa bicicleta, pilote um avião, opere um trator e roube veículos conforme você dá seu jeito de atravessar o estado.
    • A OST licenciada inclui artistas como Willie Nelson, Rick James, Eddie Money, dentre outros.

  • Referências

     

    • Na missão intitulada Wrong Side of the Tracks, há alguns membros da gangue hispânica em pé ao lado de um outdoor antes de pular no trem. O outdoor tem um anúncio que diz: “True Grime — Street Cleaners”. A fonte é idêntica ao título de True Crime: Streets of L.A.
    • Na missão Madd Doggs Rhyms você tem que se esgueirar pela mansão de Madd Doggs. Quando você passa por um dos gangsteres que está jogando um jogo de computador, ele diz “Tanner you suck”. Esta é uma cotovelada para o personagem principal na série Driver.
    • Na loja de RCs do Zero há bonecos de personagens do Grand Theft Auto: Vice City e do Manhunt nas prateleiras, assim como outros títulos da Rockstar.
    • Se você escolher roubar combustível de um posto de gasolina como a primeira missão da Catalina, verá, por um breve momento, as palavras “Max Pane – Janelas à prova de balas” na janela, que é uma referência à série Max Payne, também pertencente a Rockstar.
    • Em Los Santos, dirija-se ao cemitério em Vinewood. Entre na cripta. Dentro há um par de túmulos, um televisor e algumas caixas de pizza. Esta poderia ser uma referência ao esconderijo de Spike na série televisiva Buffy, The Vampire Slayer.

     


    Cities

     

    As três cidades em San Andreas e outras áreas no game representam localizações reais no oeste estadunidense. Los Santos representa Los Angeles, com sua alta taxa de criminalidade e gangues de rua,  também o letreiro “Vineland” pairando sobre o norte da cidade análogo ao letreiro de Hollywood. San Fierro representa San Francisco, e inclui muitas similaridades correspondentes com San Francisco tais como a ponte Golden Gate, o forte sob a ponte, cais dos pescadores, a rua Lombard (aquela ladeira sinuosa), e as ruas íngremes de San Francisco. Las Venturas representam Las Vegas, com seus casinos e a “Las Venturas Strip” ( ͡° ͜ʖ ͡°).

    Também, muitas outras áreas no game representam áreas no oeste estadunidense. Os bosques em San Andreas representam as grandes florestas encontradas na Califórnia. Na área do deserto, a seção da área restrita é obviamente a Área 51, a represa é a Hoover Dam, o grande satélite representa o programa SETI, e o aeródromo abandonado é reminiscente do cemitério de aviões encontrado ao sudoeste. Tudo dessas coisas podem ser encontradas no sudoeste estadunidense.

    Também, as letras e palavras iniciais dos nomes das cidades de San Andreas são as mesmas das cidades na vida real. Enquanto Los Santos não corresponde a isso plenamente, San Fierro e Las Venturas, sim.

    As Watts Towers no leste de Los Santos deveriam haver sido posicionadas em Ganton, uma vez que é baseada no leste de Los Angeles.

     


    Gangues

     

    As gangues de San Andreas são baseadas nas gangues reais no Califórnia e região. Elas são descaracterizadas por cores e nomes.

    • Orange Grove Street Families: De cor verde, está alocada em Ganton. Baseada na Crips, de cor azul, alocada em Compton.
    • Ballas: De cor púrpura, está alocada em Greater Los Santos. Baseada na Bloods, de cor vermelha, alocada em Compton.
    • Varrios Los Aztecas: De cor turquesa, está alocada no leste de Los Santos. Baseada na Los Surrenos XIII, de cor azul, alocada no sul da Califórnia.
    • San Fierro Rifa: De cor verde, está alocada em San Fierro. Baseada na Los Nortenos XIV, de cor é vermelha, alocada no norte da Califórnia.

  • Som e áudio

     

    GTA San Andreas foi um retrocesso em quesito de áudio, isto porque a Rockstar deixou de usar o Miles Sound System que realmente efetivava a imersão de áudio 3D. GTA San Andreas usa DirectSound diretamente mesmo, mas ainda conta com suporte a tecnologia EAX, que é igual a nada uma vez que ninguém tem aquelas fodásticas Sound Blaster da Creative.

     

    Gráfico e visual

     

    GTA San Andreas foi forjado sobre uma versão escangalhada (pela Rockstar) da RenderWare Graphics 3. Uma desgraça total o que fizeram com os preceitos de compatibilidade. Aliás, não é atoa que a Rockstar considerava aquela atrocidade sua engine in-house né. Faz jus a afirmação.

     

    Formatos de arquivo

     

    Apesar de tudo, como o GTA San Andreas, assim como os demais, foi forjado sobre a RenderWare, certos formatos de arquivos ainda são brutos. Por parte da Criterion Software Ltd encontramos o DFF e o TXD.

    • Dynamic File Format, ou Formato de Arquivo Dinâmico, é um formato contenedor de diversos tipos de assets 3D dinâmicos e animados, ou associados aos mesmos.
    • Texture Dictionary, ou Dicionário de Textura, é um acervo de texturas dependentes de sua respectiva plataforma, uma vez que o formato de raster é nativo para cada plataforma. Isso se deve ao fato do pré-instanciamento de assets. Os rasteres das textures, na edição PC Windows, são armazenados como DDS; DirectDraw Surface, o formato nativo do Direct3D. Infelizmente, (des)graças a Rockstar, muitos das propriedades e capacidades do formato TXD são simplesmente ignorado.

  • Patches:

    Não use qualquer um. Tudo que a Rockstar faz, dá merda, e quando tenta reparar, é pior ainda.